Sinais de que alguém gosta de você linguagem corporal

Será que meu ex é psicopata? (Cuidado com quem se relacionam, não ignorem esses sinais!)

2019.08.31 06:55 Bianval Será que meu ex é psicopata? (Cuidado com quem se relacionam, não ignorem esses sinais!)

Vocês que se interessam em saber sobre transtornos de personalidade, psicopatas, sociopatas, manipuladores, etc. será que podiam dar uma opinião? Se alguém for um psicólogo, melhor ainda. Sei que fazer um diagnóstico só seria possível diretamente entre o paciente e o profissional. A intenção é compartilhar opiniões, experiências e conhecimento mesmo, e pra gente se proteger de pessoas assim.
Enfim, tenho visto muito o canal Metaforando e estudado sobre transtornos de personalidade. Algumas características que observei no meu ex-namorado:
EMOÇÕES QUE DIZ SENTIR NÃO CONDIZEM COM A LINGUAGEM CORPORAL - Ele dizia que eu era o homem da vida dele, dizia dezenas de frases tiradas de um conto de fadas, mas percebi que ele NUNCA se aproximava de mim, NUNCA me procurava, NUNCA me tocava. Era sempre eu quem procurava para abraçar, beijar, acariciar, ele jamais. Cheguei a testar e não me aproximei, ele ficava dias sem me tocar, mesmo quando estávamos 24h juntos.
O perito do canal Metaforando diz que quando amamos uma pessoa, instintivamente mantemos uma proximidade física. A frequência e duração do toque também são indicativos do grau de afeição. Uma pessoa manipuladora ou com transtornos (ou mal resolvida) poderá dizer que te ama mas não expressará isso na linguagem corporal.
FALTA DE EMPATIA, FRIEZA - todas as vezes que eu sofri na frente dele, quando chorei ou senti dor, ele não demonstrou nenhuma empatia. Pelo contrário, foi sempre frio, arrogante, tentava fazer pouco caso do meu sofrimento, não oferecia nenhuma ajuda e nem conforto. Por exemplo, uma vez fizemos uma longa viagem de carro e passei muito mal (não é comum, mas passei). Enquanto eu pedia pra ele parar o carro pra vomitar, ele se irritava, tentando fazer eu me sentir culpado por a gente chegar tarde. Depois que chegamos, eu ainda vomitando e muito mal, ele me abandonou, tive que ir à farmácia sozinho. Outra vez que fiquei doente, eu estava em outra cidade na casa dele, eu tive que procurar ajuda médica sozinho.
INFÂNCIA TRAUMÁTICA - ele me falou muito do pai dele e quanto o odiava e o temia, de como era agredido emocionalmente e fisicamente. Cresceu com uma educação religiosa rígida (mórmon).
MUDANÇA CONSTANTE DE PLANOS DE VIDA - nos 3 anos que o conheço, ele trocou várias vezes de emprego, mudou várias vezes de planos sobre qual cidade morar, fez planos pra morar em outros países, parece que não tem uma direção.
CHARME, INTELIGENTE, MANIPULADOR, LÍDER - Ele tem muito dinheiro, e tentou me comprar várias vezes. Fez com que eu visitasse várias casas pra ele escolher, na verdade mansões e apartamentos de luxo pra me impressionar, com a promessa de uma vida cheia de amor e conforto. Apesar de não ficar no mesmo emprego, ele consegue posições de liderança.
MUDANÇA REPENTINA DE PERSONALIDADE - um dia ele me dizia dezenas de frases tiradas de um conto de fadas. No dia seguinte era frio e indiferente.
AUSÊNCIA DE MEDO, COMPORTAMENTOS DE RISCO, AGRESSIVIDADE, ARROGÂNCIA - Ele gosta de dirigir o carro em alta velocidade e “bater racha”. Ao visitar montanhas, ele fica de pé na beira do precipício sem medo de morrer. Um dia os vizinhos estavam com o carro parado bloqueando a rua e conversando, em vez de pedir educadamente pra liberarem a rua, ele gritou, desceu do carro pra bater, eu tive que segurar, ele voltou para o carro e saiu cantando os pneus.
- Várias vezes ele foi agressivo e arrogante com pessoas que nos serviam, garçons, taxistas, hotel, etc. por razões triviais. Por exemplo, ele queria bater no taxista, eu tive que tirar do carro, ele bateu a porta porque o taxista pediu pra ficar com o troco de um real.
- Ele nunca me bateu, mas em discussões, ele começava a tremer, respiração ofegante, rosto ruborizado, punhos fechados, músculos contraídos em posição de ataque. Mesmo quando eu tentava fazer as pazes e abraçá-lo, ele dizia pra eu ficar longe ou iria me bater.
MENTIRA PATOLÓGICA, AUSÊNCIA DE REMORSO - Iríamos nos casar (eu não tinha percebido todos esses sinais). Eu fiz exames de DSTs, ele disse que também e é saudável (ele era o enfermeiro chefe de um grande hospital, acreditei). Decidimos não usar camisinha. Ele me passou gonorreia e me acusou, nesse momento ele fez da minha vida um inferno.
Eu fiz perfis fakes no Grindr pra servirem de isca. Fingi ser caras gostosos procurando por orgias bareback (sem camisinha) e scat (sexo com fezes). Dito e feito: ele caiu. Ele combinou sexo sem camisinha com estranhos, pra encher o cu dele de porra, e sexo com fezes, comer fezes de estranhos. Ele enviou fotos de rosto e até localização da casa dele.
Quando eu o desmascarei, ele patologicamente negou tudo, criou a desculpa mais sem noção, de que o Grindr pra ele é só um jogo, nada real, e que se os caras realmente batessem na porta dele, ele iria dizer que não faz nada disso.
Ele disse que nunca fez nada pra me machucar e que tem a consciência limpa.
O pior: ele parece acreditar nas próprias mentiras.
Ele ainda reforçou que sou o homem da vida dele, que devo dar uma chance, que devo acreditar na sua sinceridade para nos casarmos.
submitted by Bianval to arco_iris [link] [comments]