Datando africanos

Thot Pensamento dos Povos Africanos e Afrodescendentes Published on Aug 19, 2014 Produzidos pelo gabinete do então senador e ícone da luta contra o racismo no Brasil, Abdias do Nascimento, os ... La teoría del origen africano del poblamiento de América es una de las hipótesis relacionadas con el tema. Se ha planteado a la luz de los descubrimientosLa teoría del origen africano del poblamiento de América es una de las tres hipótesis relacionadas con el tema. Se ha planteado a la luz de los descubrimientos arqueológicos realizados en diferentes locaciones brasileras. Salvador da Bahia é a cidade mais negra do Brasil, país em que vive a maior comunidade de afro-descendentes do mundo fora de África. Tradições africanas são conservadas e recriadas nesta ... datando da campanha abolicionista. De fato, o intelectual negro brasileiro forjou. e vulgarizou, desde a campanha abolicionista, uma visão positiva da contribuição ... tratar os africanos como ... Africa: político. Hidrografia da África. A África não é um continente rico em rios, mas também não pode ser considerada pobre. Apenas nas áreas desérticas a pobreza fluvial pode ser considerada e, mesmo assim, deve-se destacar a importância do Rio Nilo e dos rios temporários.. Além do Nilo, a maior porção do continente apresenta-se bem servida de rios intermitentes (permanentes ... Datando a migração. ... adicionais com os dentes de macaco egípcio confirmou a Seiffert que o Ucayalipithecus era descendente de ancestrais africanos. “O que mais me impressiona neste estudo é o quão improvável é tudo isso”, disse Seiffert. “O fato de ser esse sítio remoto no meio do nada, de as chances de encontrar essas peças ... En Bulgaria, datando de ese tiempo, se descubrió un fragmento de cerámica de la civilización Danubiana que se remonta a 5300 a.C. y que llevaba el signo de la esvástica. En el Museo de Historia Natural de Kiev, una escultura de marfil hecha de colmillos de mamut que se remonta a la era Paleolítica (Antigua Edad de Piedra), hace ... As ruínas maciças, datando de entre o primeiro e o século 13 dC, incluem obeliscos monolíticos, estelas gigantes, túmulos reais, e as ruínas de antigos castelos. Muito tempo depois de seu declínio político no século 10, os imperadores etíopes continuam a ser coroado em Aksum. ... História da África e dos africanos, luta dos negros ... Nesse contexto, encaixa-se a maior parte dos países africanos, que está à margem desse processo. Atualmente, o capital disponível para investimento tem como preferência a América Latina, os países do Leste Europeu e asiáticos. Isso é um problema para a África, pois, sem esse capital, dificilmente se desenvolverá, devido à ...

A cura para as formas mais graves e resistentes da malária foi descoberta nos anos 70 através de uma pesquisa em textos medicinais de 1600 anos atrás.

2020.09.19 15:32 ssantorini A cura para as formas mais graves e resistentes da malária foi descoberta nos anos 70 através de uma pesquisa em textos medicinais de 1600 anos atrás.

A malária tem diversos agentes etiológicos. Os mais leves são tratados com Cloroquina e Primaquina. Os mais graves (causados pelo Plasmodium Falciparum) são tratados com diversas drogas mais "sofisticadas", sendo as principais Artemeter e Artesunato.
Essas drogas foram descobertas no final dos anos 60 e na década de 70, a partir de uma planta chamada Artemisia Annua. Mas como se chegou a essa planta e por quê?
A malária afeta pessoas nos trópicos há milênios. Geralmente os habitantes nativos possuem algum tipo de resistência parcial ou total a ela, mas quando pessoas de regiões não-tropicais se movem para áreas endêmicas, costumam se ferrarem legal com a doença.
Inclusive se diz que a malária foi a responsável pelo atraso da exploração do continente africano pelos europeus.
Bem, essa doença está aí há muitos séculos, mas nunca tinha sido objeto de investimentos pesados, dado que afeta regiões pobres e portanto o lucro potencial para medicamentos é pouco e não compensa. A malária vem sendo tratada com substâncias "naturais" como quinino há alguns séculos, mas nem todas as formas de malária são tratáveis com quinino ou com a cloroquina (medicação mais recente).
Se falta incentivo financeiro para a pesquisa de medicações anti-maláricas, é necessário outro tipo de incentivo que costuma fazer as coisas andarem: guerra.
Nos anos 60 o Vietnã do Norte invadiu o Vietnã do Sul para tentar reunificar o país sob um regime comunista. Ele tinha o apoio da URSS e da China. Enquanto o exército norte-vietnamita lutava no front, guerrilheiros vietcongues infiltrados por todo o Vietnã do Sul faziam ações de sabotagem e diversionismo.
Os vietcongues eram abastecidos por uma rota ("Rota Ho Chi Minh") que passava por Laos e Camboja. Nos anos 60, essa rota começou a ser afligida pelo tipo mais grave e resistente da malária, o que embaçava o suprimento, que por si só já era penoso.
Achar uma cura para todas as formas de malária passou a ser uma questão importante, pois o esforço de guerra precisava disso para continuar.
Ho Chi Minh fez um acordo com Mao Zedong. Este último criou o Projeto 523 para a pesquisa de uma cura para a malária. Foi uma espécie de "Projeto Manhattan" da malária. Uma das encarregadas pelo projeto era Tu Youyou.
O problema era como achar uma substância anti-malárica em pouco espaço de tempo. Tu Youyou teve uma idéia: ao invés de sair pesquisando ervas e outras substâncias a esmo, por que não perguntar aos camponeses nativos e pesquisar nos textos medicinais antigos?
Ela então saiu pessoalmente entrevistando camponesess nativos e catalogando as receitas que eles davam. Ao mesmo tempo,sua equipe vasculhou textos taoístas antigos, alguns datando de antes do Império Chinês ("Era dos Reinos Combatentes"). Não sei ao certo quantos textos vasculharam, mas foram muitos milhares. Por fim, acharam algo em um texto de 1600 anos: uma receita para "febre intermitente" baseada na planta Artemisia Annua. Daí foi só questão de aprimorar a extração do composto (a receita antiga mandava ferver, mas isso desnaturava algumas moléculas) e o resultado foi um estrondoso sucesso no teste com ratos. Daí pra frente foi só estudar a molécula, a farmacologia e criar variantes.
Por esse trabalho, Tu Youyou ganhou o Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia em 2015.
Quais as 2 lições que podemos tirar desse caso?
1- Plagiar, colar ou pescar de textos prévios dá menos trabalho do que pesquisar do zero.
2- A guerra faz a ciência andar.
submitted by ssantorini to brasilivre [link] [comments]


Flavia Calina - YouTube

Thot Pensamento dos Povos Africanos e Afrodescendentes by ...

  1. Flavia Calina - YouTube
  2. Apis do Paulo

As abelhas descendem das vespas que deixaram de se alimentar de pequenos insetos e aranhas para consumirem o pólen das flores há cerca de 135 milhões de anos. Durante o processo evolutivo ... Meu nome é Flavia Calina e sou professora, uma eterna professora. Em meu canal tento ensinar tudo o que já aprendi na escola, na vida e no YouTube ; ) Aqui v...